curso entre cor e arquitetura: le corbusier + barragán com Cristiani Guessi

encontros 04
data das aulas 24 de setembro + 01, 08, 15 de outubro
dia da semana quintas-feiras
horário 18h30 às 20h
valores Curso integral: R$ 260
Curso integral - estudante: R$ 170
Aula avulsa: R$ 80
Aula avulsa - estudante: R$ 44
Limpar

O curso sobre cor na arquitetura conduz o observador à importantes produções arquitetônicas com enfoque e olhar para a cromaticidade.

 

O encontro da cor com a arquitetura provoca sensações, modifica estruturas, amplia e reduz planos e volumes, engrandece monumentos, joga com a luz, interferindo na percepção dos espaços e na relação com a cidade.

 

A cor está em toda parte. Aprender a observá-la é o caminho para compreendê-la. Assim se faz também na arquitetura. Este curso é um convite para um mergulho nas intenções projetuais de grandes obras.

 

Neste primeiro módulo, veremos como Le Corbusier e Barragán lidaram com a cor em seus projetos, quais foram os aspectos técnicos, estéticos, políticos e culturais que os levaram às escolhas de suas paletas cromáticas e aos resultados obtidos em suas composições.

 

24/09 – Le Corbusier | Villa Savoye

Iniciamos com o Purismo na pintura e arquitetura, passando pela Lei de Ripolin e a aplicação sobre as Maison Blanches. O convidado especial Pieter Tjabbes curador da exposição Mondrian e o Movimento De Stijl trará um histórico sobre o uso das cores primárias neste movimento e sua aplicação na arquitetura, criticada por Le Corbusier. Finalizamos a fase purista com uma análise das cores aplicadas na Villa Savoye.

 

01/10 – Le Corbusier | Unité d’Habitation Marseille

Polychromie Architecturale: o ponto de transição para a fase policromática de Le Corbusier e as coleções de papéis de parede Salubra I e II; passamos pelo projeto da Usine Claude et Duval em St. Dié e então chegamos à policromia da Unité d’Habitation Marseille.

 

 

08/10 – Barragán | Casa Luis Barragán

A formação e construção do repertório cromático de Barragán: a influência da cultura mesoamericana e os pigmentos naturais mexicanos, os jardins de Bac, a arquitetura emocional de Goeritz e a arte de Chucho Reyes. Uma visita às cores da Casa estúdio Luis Barragán

 

15/10 – Barragán | Albers, a Interação

A relação entre a arquitetura de Barragán e a interação das cores de Albers através de visitas cromáticas às duas famosas piscinas de Barragán: para os cavalos na Cuadra San Cristóbal e para mergulhos na Casa Gilardi.

A aula conta com dois convidados especiais:

O artista Marcius Galan fala sobre sua relação com a cor e apresenta alguns exemplos de como Albers influencia sua pesquisa e o resultado em suas obras.

Pieter Tjabbes da Art Unlimited apresenta a exposição Anni e Josef Albers: viagens pela América Latina e o processo de criação do casal Albers e na discussão de como a cultura de diferentes países e épocas pode influenciar um artista contemporâneo.

Ver a cor na arquitetura é olhar com objetividade para a enorme variante subjetiva da cor e ampliar as perspectivas perceptuais. Ferramenta essencial para arquitetos e apreciadores da arquitetura.

 

Cristiani Guessi

É arquiteta e urbanista, vive em São Paulo e viaja em busca de observar a cor na arquitetura. Formada pela FAU PUCCAMP (1996), há mais de 10 anos pesquisa sobre o uso da cor na arquitetura. Tem mestrado (2015) e doutorado (2020) em Tecnologia da Cor pela FAU USP, onde desenvolveu pesquisas com ênfase em processos projetuais de definição da cor e aplicação da cor em materiais de fachadas modernas e contemporâneas. É professora em cursos de pós-graduação, palestrou em empresas de tintas imobiliárias e trabalha com equipamentos de cozinha coloridos.